Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Projeto Caatinga

A produção de mudas de plantas para diferentes fins é normalmente feita em ambiente protegido, em viveiros recobertos com tela de sombreamento (em geral de 50%). A justificativa para isso é que plantas jovens têm melhor desenvolvimento nesses ambientes. No entanto, alguns dos efeitos do sombreamento estão ligados ao fenômeno chamado de “fuga da sombra”, que incluem o maior alongamento do caule, folhas mais largas, mais compridas e com tonalidade verde mais forte, o que as deixa mais vistosas. Também é comum que essas plantas sejam mais delicadas do que plantas produzidas sob pleno sol. Assim, pressupõe-se que plantas produzidas a pleno sol são as que vão resistir melhor ao difícil ambiente da caatinga, quando plantadas em seu local definitivo.

Por outro lado, diferentes espécies são adaptadas a diferentes ambientes, havendo espécies exigentes em luz e outras que demandam ambientes mais amenos. Nesse último caso, a produção de mudas em ambiente sombreado é uma necessidade, e essas espécies também dificilmente serão adequadas para uso como espécies primárias em projetos de recuperação de áreas degradadas.

Assim, cada espécie terá seu nicho ambiental, e essa informação poderá ser revelada ao se acompanhar o desenvolvimento das espécies sob diferentes níveis de sombreamento.

O Projeto Caatinga realiza estudos sobre sombreamento. Em 2018/2019 foi realizado um experimento com dezoito (18) espécies nativas (angico, aroeira, barauna, catingueira, catanduva, craibeira, cumaru, ingá, ipê, genipapo, juazeiro, jurema-branca, jurema-de-embira, jurema-preta, mofumbo, mororó, mutamba, pacotê, pajeú, pau-branco, pau-mocó, pereiro, sabiá, timbaúba e trapiá).

O experimento foi montado com quatro níveis de sombreamento (0, 30%, 50% e 70%). As plantas foram monitoradas quanto ao comprimento e altura, e ao final de 90 dias, amostras de plantas foram particionadas, secas e pesadas. Essas informações estão sendo analisadas e enviadas para publicação científica.

 

 

17 de dezembro de 2018. Visualizações: 538. Última modificação: 04/05/2019 10:15:20