Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Projeto Caatinga

Porte, forma da copa, cor e hábito de crescimento

A espécie se desenvolve como arbusto ou árvore perenifólia, podendo atingir 10 m de altura e 30 cm de diâmetro quando adulta. Suas ramificações são dicotômicas com copa espalhada e pouco densa, muito ramificada e com acúleos nos ramos.

Acúleos em galho jovem de Sabiá

Características vegetativas

  • Caule e casca

A casca pode chegar a 5 mm de espessura com uma cor pardo-claro, e com poucos espinhos, com ritidoma, que se desprende como tiras alongadas que se descamam aos poucos.

  • Casca de um indivíduo jovem (A) e de um indivíduo adulto (B) de Sabiá.

    Folhas

As folhas são compostas bipinadas, alternas, geralmente com seis pinas opostas (CARVALHO, 2007).

Folhas do Sabiá.

  • Flor e inflorescência

As flores são bissexuais, pequenas, brancas e com um perfume suave, arranjadas em espigas cilíndricas, medindo de 5 a 10 cm de comprimento, axilares em panículas terminais. Geralmente, a floração é irregular, ao longo dos anos.

Inflorescência do Sabiá em várias fases.

  • Frutos e sementes

O fruto é um craspédio articulado plano, medindo de 7 a 10 cm de comprimento por 10 a 13 mm de largura.

Frutos maduros (A) e imaturos (B) do Sabiá.

Da esquerda para a direita: Fruto, artículos e sementes de Sabiá.

Referências

  1. CARVALHO, P. E. R. Espécies arbóreas brasileiras. 3. ed. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica. Embrapa Florestas, 2007, 17 p.
18 de setembro de 2018. Visualizações: 1095. Última modificação: 09/09/2020 16:46:15