Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Projeto Caatinga

Porte, forma da copa, cor e hábito de crescimento

Trata-se de uma espécie de hábito arbóreo, resinosa, que alcança alturas de 6 a 9 m, com ramos de crescimento tortuoso e esgalhados com espinhos agudos e fortes.

Características Vegetativas

  • Caule e casca

O tronco da imburana é liso, lustroso e avermelhado, com 40 a 60 cm de diâmetro, com ritidoma deiscente desprendendo-se em lâminas delgadas, revolutas muito irregulares. De acordo com a idade a cor da casca varia do verde, quando jovem, ao laranja-avermelhado quando senil, e plúmbea em períodos de maior rigor das secas ou em árvores tendendo a morte.

Casca externa de indivíduo de Imburana.

  • Folhas

A imburana possui folhas alternas, compostas, imparipinadas, com 3 a 9 folíolos (geralmente 7), ovais, com 1,5 a 3,5 cm de comprimento com leve cheiro de resina quando machucadas.

Folhas e frutos de Imburana.

  •  Flor e inflorescência

Suas flores são pequenas, com 3 a 4 cm de comprimento, isoladas ou reunidas em pequenos grupos auxiliares.

  •  Fruto

 Seus frutos são do tipo cápsula globosa, carnoso, deiscente e membranáceo esverdeado, com polpa agridoce, comestível quando maduro.

  •  Semente e síndrome de dispersão

A semente é rígida, rugosa, com diâmetro maior que 1 cm, coloração negra, com base branca e com arilo vermelho. Tem sua dispersão por aves principalmente.

Semente de Imburana envolvida por parte do fruto.

 

Referências

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil. 4. ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2014. 384 p.

29 de novembro de 2018. Visualizações: 1191. Última modificação: 15/06/2020 03:06:55