Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Projeto Caatinga

Capacidade de crescimento

O cultivo das mudas de imburana é feito em canteiros semi sombreado e irrigado duas vezes ao dia. Antes do plantio definitivo, as mudas devem ser transplantadas para embalagens individuais e mantidas em canteiros de espera por cinco a sete meses, quando então estarão prontas para o transplantio definitivo em campo (CNIP, 2017).

A propagação vegetativa, além de ser por sementes, também pode ser por estacas. As estacas plantadas antes do início das chuvas se desenvolvem com muita facilidade, podendo ser usadas como estacas vivas ou perenes em cercas (CARVALHO, 2009).

 

Referências

  1. CNIP-Centro Nordestino de Informações sobre Plantas. Disponível em: <http://www.cnip.org.br/bdpn/ficha.php?cookieBD=cnip7&taxon=6324>. Acesso em: 05 mar. 2017.
  2. CARVALHO, P. E. R. Imburana-de-Espinho-Commiphora leptophloeos. Comunicado técnico. Colombo: Embrapa Florestas. p. 1-8. 2009.
29 de novembro de 2018. Visualizações: 324. Última modificação: 17/03/2020 15:12:35